Ir para conteúdo do site

Ir para conteúdo

Prefeitura de Itaúna - MG
Acompanhe-nos:
Facebook
Youtube
Instagram
Serviço
TELEFONE
PRESENCIAL
Vigilância Epidemiológica
Vigilância em Saúde
Setor integrante da Gerência de Vigilância em Saúde que estuda quantitativamente a distribuição dos fenômenos de saúde/doença e seus fatores condicionantes e determinantes na população. Para tanto, alimenta os sistemas preconizados nas tomadas de decisões para o enfrentamento dos fatores e vetores que acometem o estado de saúde da população.
  • * Notificação, investigação e registro dos casos suspeitos e/ou confirmados de doenças/agravos, conforme Portaria Ministerial n° 204, de 17 de fevereiro de 2016, bem como Resolução SES/MG Nº 3.244, de 25 de abril de 2012 e suas atualizações;
    * Identificação de situações de possível risco de surtos relacionados a agravos transmissíveis, recomendação e promoção de medidas de controle pertinentes a cada agravo;
    * Alimentação e análise dos dados dos Sistemas de Informação em Saúde – Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), Sistema de Informação de Nascidos Vivos (SINASC), Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica de Eventos Adversos Pós-Vacinação (SI-EAPV), Sistema de Vigilância Epidemiológica das Doenças Diarreicas Agudas (SIVEP-DDA), Sistema de Acompanhamento da Gestante (SISPRENATAL) e outros para planejar, programar e avaliar as ações de vigilância em saúde;
    * Ações educativas e de mobilização da comunidade relativas ao controle das doenças/agravos em sua área de abrangência;
    * Orientação à comunidade quanto ao uso de medidas de proteção individual e familiar para a prevenção de doenças/agravos de notificação compulsória;
    * Orientação à comunidade quanto à necessidade de manter atualizada a caderneta de vacinas e realização da busca ativa e convocação dos faltosos;
    * Mobilização da comunidade para desenvolver medidas simples de manejo ambiental para o controle de zoonoses, de doenças de transmissão vetorial e de acidentes por animais peçonhentos e/ou de animais que possuem relevância para a saúde pública;
    * Articulação e viabilização das medidas de controle vetorial e outras ações de proteção individual e coletiva com a equipe de vigilância em saúde municipal;
    * Identificação de situações de possível risco sanitário e ambiental e de surtos relacionados à qualidade da água e dos alimentos, em nível local como a situação das fontes de abastecimento e de armazenamento da água, e a variação na incidência de determinadas doenças que podem estar associadas à qualidade da água;
    * Participação e contribuição com a atividade de campo, integrante da investigação epidemiológica, para detectar e identificar os fatores de risco determinantes nos locais envolvidos com o surto de doenças/agravos;
    * Ações voltadas para atender toda a população;
    * Verificação da caderneta e da situação vacinal, seja para iniciá-la ou completá-la, conforme os calendários de vacinação;
    * Ações referente as campanhas nacionais/estaduais de vacinação;
    * Identificação de grupos especiais para imunização;
    * Busca ativa de faltosos;
    * Monitoramento Rápido de Cobertura Vacinal (MRC);
    * Monitoramento de perdas de imunobiológicos.
    * Notificação de eventos adversos;
    * Adoção de práticas de educação preventiva;
    * Registro das informações no SI-PNI, adequadamente;
    * Participação de capacitações pontuais sobre imunização;
    * Transferências de arquivos (lotes) ao nível central, conforme estabelecido por cada SIS citado acima;
    * Fechamento dos casos notificados e investigados em tempo hábil das doenças e/ou agravos de notificáveis;
    * Coleta e transporte de amostras laboratoriais à FUNED;
    * Investigação de óbitos maternos, fetais e infantis;
    * Vigilância, monitoramento e tratamento supervisionado dos casos notificados de tuberculose e hanseníase;
    * Vigilância de sintomáticos respiratórios por meio da coleta de exame – baciloscopia;
    * Vigilância e monitoramento de testes de pezinho realizados/SUS;
    * Controle e distribuição de vacinas e soros, disponibilizados pelo nível central, na rede de frio e nas unidades de saúde;
    * Processamento, monitoramento e avaliação das coberturas vacinais do município;
    * Controle dos imunobiológicos sobre suspeita;
    * Vigilância de reações adversas pós-vacinal;
    * Vigilância e monitoramento de diarreia infecciosa e transmitida por alimentos;
    * Emissão de Certificado Internacional de Vacinação,
    * Capacitação/educação de saúde para profissionais de saúde.
Clique para ler tudo
Avaliar Serviço
Baixar PDF
Baixar PDF
Serviço para:
CIDADÃO
Formas de Acesso
Telefone Presencial

PRESENCIAL:
Setor de epidemiologia, situado em edificação anexa à sede da Secretaria Municipal de Saúde na Av. Manoel da Custódia, 1.119, bairro São Geraldo, 35680-403, Itaúna, MG.

TELEFONE:
(37) 3241-4999.
Custos
Serviço oferecido pelo SUS.
Previsão de Atendimento
Sob demanda.
Prioridades de Atendimento
Análise das referências técnicas do serviço.
Responsável pelo serviço:
Gerência de Vigilância em Saúde
Gerência de Vigilância em Saúde
Responsável pelo atendimento
ATENDIMENTO:
De segunda a sexta-feira, das 7h às 16h.
TELEFONE:
(37) 3241-4999
ENDEREÇO:
Av. Manoel da Custódia, 1.119, bairro São Geraldo, 35680-403, Itaúna, MG.
Serviço relacionado a secretaria:
Secretaria Municipal de Saúde
Secretaria Municipal de Saúde
Fernando Meira de Faria
ATENDIMENTO:
De segunda a sexta-feira, das 07h às 16h.
TELEFONE:
(37) 3241-4999
ENDEREÇO:
Avenida Manoel da Custódia, 1.111, Vila Nazaré, 35680-403, Itaúna, MG.
Endereço
Praça Doutor Augusto Gonçalves, Nº 538 - Centro
CEP: 35680-054
Atendimento
Atendimento de segunda a sexta-feira das 8 às 16h
Newsletter
Inscreva-se e receba em seu e-mail informativos da Prefeitura de Itaúna
Seta
Copyright Instar - 2006-2020. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia